Quando Do Fim Fazemos o Começo – Jó14:7

Home / Blog / Quando Do Fim Fazemos o Começo – Jó14:7

Quando Do Fim Fazemos o Começo. Jó.14.7
Há ricas lições na Palavra de Deus que nos ensina preciosas
razões para não olharmos para a derrota como o fim,
mas como uma oportunidade de recomeçar.
A vida é cheia de fases, e elas não se limitam à idade, ao nosso grau de instrução, formação ou lugar onde moramos.
Ela acontecem em ciclos que iniciam e se encerram, nos dando a oportunidade
de decidir, se de a cada ciclo faremos um alegre começo , ou um triste final.

I – Um novo tempo pra recomeçar.
Ninguém que caminha com Deus, se acostuma com a palavra derrota.
Até porque ela em si mesma já traz um estigma de tristeza, frustração e dor.
Gerando na vida da pessoa, ansiedade e depressão,
e deixando um questionamentos na mente dos que o observam.
Será que ele irá superar essa perda? Ou essa derrota?
Ampliando mais a dúvida, sobre, se ele estar no fundo do poço ou num poço sem fundo.
E não é pouco o número dos que desistem diante de situações assim.
Alguns perdem a capacidade de sonhar, outros deixam de
acreditar que jamais serão vitoriosos algum dia.
Mas eu tenho uma boa noticia para você, felizmente uma derrota não é o fim.
Quando Deus projeta algo, Ele projeta pra da certo
Ele não tenta, o que Ele pensa, Ele executa.
Ele não rabisca, nem erra, no que faz.
No entanto uma coisa é certa se você continuar parado no lugar
onde está nunca será o que Deus te chamou para ser. Saia do lugar que te limita.
II – Pessoas que são exemplos disso
Todos nós sabemos o que enfrentamos e sabemos as dificuldades
que temos para isso. Mas vemos aqui um modelo para nós.
Alguns exemplos que nos mostra com ousadia que devemos prosseguir, em continuar.
Recomeçar é sempre difícil, ou no mínimo desafiador,
mas um grande desafio pode trazer grandes contribuições para a vida.
Por isso recomece sempre que for necessário.
O LADRÃO DA CRUZ – Lc.23.39-43.
aqui está registrado o momento crucial da realidade da vida de três pessoas distintas.
Jesus, O Salvador da Humanidade, e os dois salteadores.
Lucas tem algo muito inspirador a nos ensinar nesta passagem,
tão decisiva sobre a vida de Jesus, e estes dois homens.
Aqui reside dois extremos muito clássicos da bíblia.
O Primeiro Ladrão – Rejeita a Jesus e se mostra vítima de toda aquela situação.
De toda aquela pena ou sentença imposta a ele. E busca naquele Jesus, que esta ali diante
dele sofrendo a mesma pena, alguém que pudesse tirá-lo daquela situação.
inclusive ele usa isso até a favor de uma possível conversão. Mas se dá por derrotado.
O Segundo Ladrão – É aquele que está abastecido de um temor profundo
como alguém que carrega uma consciência madura, a respeito de tudo aquilo que fizera
ao longo de toda a sua vida. E que o fez merecedor de toda aquela pena.
O encontro dele com jesus naquela condição, não só o sensibiliza como o estimula
a fazer daquele momento, não um momento final de uma tragédia.
Mas Uma Oportunidade de Viver Um Começo.
O primeiro, se mostrava arrogante e desrespeitoso e conseguiu
vê em Jesus a figura de um homem desfigurado, e de um Deus fraco e impotente.
O Segundo, vê a figura de um Deus de amor, que se permitiu está ali numa mesma condição, que ele.
E sofrendo com ele, mesmo diante de uma cena tão
traumática tão trágica, como foi a manifestação de Jesus ali.
Ele olha para esse Deus e lhe faz um pedido.
Lembra-te de mim quando entrares no teu reino. E jesus prontamente o responde dizendo:
hoje mesmo estará comigo no paraíso.
Dois indivíduos, duas oportunidades, dois extremos de uma realidade.
Este primeiro homem ao rejeitar Jesus, ele perdeu a maior oportunidade da sua vida.
Capaz de leva-lo definitivamente a uma vida que ganharia sentido a partir daquele instante.
Já a postura do salteador que se converte, diante do senhorio de Jesus,
é muito mais do que assumir um apelo de última hora.
Ele entende que Deus faz questão, que os nosso finais, sejam grandes começos.
Com base em 3.16, podemos afirmar que Jesus queria salvar os dois.
Mas naquele mesmo dia só um inaugura o paraíso.
Deus tem um novo patamar, além das suas dores.
Meu desejo neste texto, é que você se disponha a ter uma posição
madura e firme, diante do que você está passando.
Fazendo da sua dor uma oportunidade de conhecer o sofrimento de Jesus
e fazer dessa oportunidade não um fim, não um fechamento ou um luto,
que você não consegue vencer. Mas uma oportunidade de provar do poder da ressureição.
Porque no Evangelho primeiro Deus arranca depois Ele planta.
Primeiro Ele fere, depois sara.
Primeiro Ele mata, depois ressuscita.
RUTE – 1.1-2.
Esta mulher e um outro lindo exemplo. A bíblia diz que nos nos
dias em que os juízes julgavam, houve uma fome na terra;
por isso um homem de Belém de Judá saiu a peregrinar nos campos de Moabe, ele e sua mulher,
e seus dois filhos; E era o nome deste homem Elimeleque, e o de sua mulher Noemi, e os de seus
dois filhos Malom e Quiliom, efrateus, de Belém de Judá; e chegaram aos campos de Moabe, e ficaram ali.
Rute representa o testemunho de um combatente que foi forjado no meio da guerra,
posicionado perante todas as ausências e disposto a fazer de sua vida, um meio para que outros vivam.
Quando Noemi deixou as terras de Judá, na disposição de acompanhar seu marido Elimeleque (Deus é Rei),
que fugia da fome que predominava sobre a terra, certamente, não imaginava que,
o que lhe aguardava era uma realidade de morte e dor.
Ninguém corre atrás de sofrimento, apesar do sofrimento fazer da vida do cristão.
E em todo sofrimento Deus tem um propósito. Somente a motivação errada é que gera sofrimento sem propósito.
Em sua bagagem só tristeza, dor e morte, tendo por companhia uma estrangeira que cismou em fazer dela sua família.
Rute, teve que toma uma decisão radical em sua vida.
Orfa desaparece de cena ali mesmo.
No entanto o que para para ser o fim de Noemi e Rute.
Deus escreve ali uma bela história que mudaria não só as suas vidas,
mas iria trazer benefícios para toda a humanidade e interferir na eternidade
Rute entra para a história tornando-se uma das avós de Jesus Cristo Nosso Senhor.
III – Recomece Hoje Mesmo. –
Deus sempre nos dá a chance de recomeçar. Porém não é fácil,
principalmente para quem vem abastecido da vergonha da humilhação
trazendo na alma fantasmas que o atormentam,
e que vem o acusar dizendo que você não foi até o fim, que desistiu e fracassou.
É uma sensação muito ruim. E Muitas pessoas vivem assim pressas ao passado,
porque criaram proteções, que no dia amanhã se tornaram prisões.
Por isso é necessário um recomeço que te leve a estar mais perto de Deus e a depender mais d’ELE.
Mas para isso é preciso se dispor ainda hoje, retomar os bons hábitos e a disciplina.
Na oração, na leitura da palavra, na fé que vence o mundo, se dedicando em tudo o que for fazer.
Refletir em quais foram as atitudes você deixou de ter e que são primordiais para o seu relacionamento
com Deus. Tudo isso é de suma importância.
E são ações louváveis, por isso é necessário que se  reflita e recomece.
Albert Aisten – definia loucura querer resultado diferente praticando sempre as mesmas coisas.
Em uma derrota é precisa avaliar a situação e identificar formas de fazer diferente.
Se após uma perda recomeçarmos agindo da mesma forma é tragédia anunciada novamente.
É preciso traçar novas ações.
A Bíblia diz: E vos revistais do novo homem, criado segundo Deus,
em justiça e retidão procedentes da verdade. Ef. 4.24.
Para recomeçar a primeira coisa que precisamos é:
1º Abrir mão do orgulho. 51.11
2º Reconhecer o erro. Sl.51.4
3º Não se envergonhar em pedir perdão. I Jo. 1.9.
4º Mostrar realmente deseja quero mudança de Vida. Sl.51.15.
Sendo uma pessoa resiliente a cada manhã (Uma palavra da física e significa
a capacidade de alguns materiais retornarem ao seu
estado original após sofrerem alguma pressão).
Ex: a mola, o elástico. Jó também foi um grande exemplo de resiliência,
que após receber notícias terríveis mostrou grande resiliência:
Então, Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça e lançou-se em terra e adorou; e disse:
Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR!”
Jó1.20-21. Jó sofreu grandes perdas, mas soube recomeçar dando louvor a Deus,
firme em suas postura. Por isso, Deus fez dele um vencedor!
DEUS ESTÁ PREPARANDO UM NOVO TEMPO EM SUA VIDA, ELE ESTÁ DIZENDO AO SEU CORAÇÃO QUE ALGO NOVO VAI NASCER EM SEU CORAÇÃO!!!
IV – Com Deus não existe fim, Mas Novos Começos.
Quando o diabo diz: é o fim, na verdade é o começo de Deus.
Na Bíblia, todas as vezes em que o diabo disse para alguém
É o fim, ali na verdade estavam começando os melhores dias,
as maiores vitórias, os melhores negócios, os melhores casamentos…
O diabo disse para José do Egito, na cisterna do deserto, É o fim.
E Deus disse: É o começo José, vai ser governador do Egito.
O diabo disse para Moisés no deserto de Sim, É o fim.
E Deus disse: É o começo Moisés, serás o grande libertador do meu povo.
O diabo disse a Ester no tempo da escravidão, É o fim.
E Deus disse: É o começo Ester, serás rainha dos Medos e Persas.
O diabo disse a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, É o fim.
E Deus, porém, disse: É o começo meus filhos, a Babilônia precisa de vocês.
O diabo disse a Daniel na cova dos leões, É o fim.
Deus, porém, disse: Daniel é o começo, seu testemunho mudará este império.
O diabo disse a Jonas na barriga de um peixe, É o fim.
Deus porém disse: “Jonas, é o começo. A salvação de Nínive depende de você.
O diabo disse para Jesus na cruz: É o fim.
Deus, porém, disse: MEU FILHO é o Começo, Todo o Poder E Toda Autoridade
nos céus e na terra entrego nas suas mãos.”
Se o diabo disse para você que É o fim.
Comece a dar glórias a Deus e aleluia, porque Deus está dizendo Para mim e Para você não existe fim, Mas sim novos começos.
Tenha um abençoado dia.
Viva-o como se Cristo voltasse hoje.

Pr. Audson – Miss. No Oeste Africano – Janela 10×40.
Nos laços do Calvário e Juntos na Evangelização do Mundo.
Proclamando à Cristo Até Que Ele Volte, Indo Aos que não podem Vir.

Seara Internacional
Campos Brancos Para a Colheita.
Jo.4.35.
CUMPRINDO A MISSÃO!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *